Qual a sua responsabilidade na desordem que você tanto se queixa?

Qual a sua responsabilidade na desordem que você se queixa?

Na maior parte do tempo o que escutamos das pessoas ao nosso redor são reclamações sobre a vida.Questionam-se sobre sua situação financeira, seu azar para as coisas, sua dificuldade em obter sucesso ou então criticando o emprego em que estão. No meio dessas reclamações, há os culpados. Fulano, ciclano e beltrano sempre estão na mira desses insatisfeitos com a vida. O incrível é que a culpa nunca é do próprio indivíduo. E os terceiros sempre acabam servindo de muleta ou como desculpas para que o infrator se livre de responsabilidade. 

O dia do indivíduo não foi bom. No trabalho, tarefas e mais tarefas pendentes. Em casa não consegue separar o profissional do pessoal. Da prioridade para o lazer antes dos compromissos e responsabilidades. E no final do dia é outra pessoa que leva a culpa. Mas vem cá. Tenho um segredo para contar. VOCÊ ESTÁ NO CONTROLE DA SUA VIDA! Portanto, a culpa não é do pai, da mãe, do filho ou de quem quer que seja. A sua situação é o reflexo exato daquilo que você escolhe, daquilo que você prioriza, daquilo que você é. 

Mas eu compreendo o quanto é cômodo, fácil e confortável repassar a culpa. No entanto é no meio deste comodismo que falhamos em perceber o quanto nos prejudicamos com isso.

Não estou dizendo que todos os problemas são causados pelo fato de você estar na zona de conforto. Mas se essa for a questão, meu caro amigo, sinto em lhe informar que nesse ambiente a aparência pode até ser cativante aos olhos, porém a vivência é bem diferente.  Se você é o tipo de pessoa que espera a “graça ir ao Santo”, pode esperar sentado as oportunidades e a vida melhor que você quer, porque sem se mover não tem nada disso.

Agora então eu lhe pergunto: Qual a sua responsabilidade na desordem que você tanto se queixa?

Pare agora mesmo de perder tempo culpando os outros pelas suas dores e comece analisar onde você têm falhado para consigo mesmo. As tarefas pendentes sobre a sua mesa no ambiente de trabalho, estão lá por que razão? À que você deu mais importância e gastou o tempo disponível antes de concluir essas tarefas? Quais os obstáculos que você possui em ter um momento só com a família? Sem misturar tarefas do trabalho.

O primeiro passo é entender que a responsabilidade é toda sua. O segundo passo é se dar a oportunidade de se autoconhecer para que então você possa compreender qual o ponto ou pontos que estão desequilibrando a sua vida. Por fim, é preciso pegar esses pontos e começar a trabalhar eles de maneira diferente. Uma maneira que te faça ir dormir com a consciência limpa e leve, e para que os “terceiros” consigam descansar sem precisar questionar-se porque são culpados pelos erros e falhas dos outros. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: