Timidez não é doença

Definir o que é a timidez é complicado até para os profissionais da psiquiatria e psicologia. É uma conjunção abrangente e complexa, pois suas causas são bem expansivas. Portanto, irei tentar conceituá-la de uma maneira objetiva e simples e a partir do meu entendimento, após o estudo de caso. A timidez é uma condição em que, atualmente um número expressivo de pessoas, se sente inseguro, com medo ou desconfortável em ambientes, situações ou com pessoas desconhecidas, e até mesmo as próximas. 

Imagem de Anemone123 por Pixabay

De acordo com algumas pesquisas, a timidez é um estado em que a vulnerabilidade e insegurança do indivíduo transparece mais do que outras qualidades, como a segurança e autoconfiança. Não se pode dizer que é uma doença e nem que é uma deficiência. Ela é apenas uma condição humana.  

É importante saber que todos, somos um pouco tímidos. Dependendo da situação também temos a necessidade de nos conter e agir de maneira introvertida. No entanto, as pessoas que sofrem diariamente com a timidez acabam adquirindo à sua personalidade, características nítidas de insegurança e desconforto. 

O que isso quer dizer? Indivíduos tímidos adotam comportamentos específicos e os tornam presentes em tudo o que fazem e quando fazem, ou seja, cada pessoa pode ter um tipo, um nível específico de timidez, mas há algumas características comuns entre elas. A transpiração excessiva, insegurança, dificuldade de olhar nos olhos ou ao que está ao redor, voz trêmula, palpitações são fatores presentes na rotina de uma pessoa tímida. 

Imagem de Anemone123 por Pixabay

A causa dessa condição, como já dito, é muito ampla. Pode surgir de uma insegurança relacionada à própria pessoa, como pode ser um medo excessivo de algo, como por exemplo, o medo do constrangimento, de errar, de não atingir as expectativas, ou simplesmente o medo de não ser aceito. Pode ser uma questão de autoestima. E até mesmo da falta de autoconhecimento. Há ainda um fator agravante dessa condição: a vergonha de ser tímido. Ou seja, a pessoa já sofre com a timidez, e para piorar a situação, algumas pessoas acabam por ter vergonha de possuírem essa condição, e se fecham ainda mais para a vida, rotina e novas experiências. 

Como perceptível, a timidez é uma situação complicada e complexa. E mesmo algumas pessoas reconhecendo essa condição e desejando mudar isso, há uma grande dificuldade de dar o primeiro passo, porque sempre há algo a perder para essas pessoas. Então elas acabam por desistir antes mesmo de tentar. 

Se você tem algum amigo ou conhece alguém que seja tímido, tente uma aproximação leve, tranquila e respeitosa. Incentive-a e passe segurança a ela. Elogie seus pontos fortes e faça com que ela mesma, aos poucos, vá construindo segurança na fala, na ação e na interação com as outras pessoas. 

Ter um pouco de timidez é normal, mas quando é em excesso acaba por ser um tanto que prejudicial podendo gerar outros problemas como a ansiedade e a depressão. Por isso é importante tentarmos auxiliar, sem forçar a barra, as pessoas que se encontram nessa condição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: